“Isso que chamamos, talvez por engano, de amor” homenageia Caio Fernando Abreu


“Isso que chamamos, talvez por engano, de amor” é mais um resultado alcançado na trajetória da Cia Drástica e mais uma ação do projeto da companhia em comemoração de seus 15 anos de atividades e em homenagem a Caio Fernando Abreu, falecido há 15 anos. A Cia. Drástica de Artes Cênicas foi criada por ex-alunos do Teatro Universitário da UFMG e mantêm-se presente na cena mineira desde 1995. Através de seus espetáculos e das oficinas de formação teatral, alcançou reconhecimento do público e da crítica. Desde sua criação, seu principal objetivo tem sido o comprometimento com a arte e suas funções, como a reflexão provocada pelos temas de seus espetáculos que despertam questões ao dialogar com o homem contemporâneo, levando-o a repensar seu lugar no mundo. 

Com seus espetáculos e suas oficinas de formação teatral a Cia já se apresentou em várias cidades de Minas Gerais, Espírito Santo e São Paulo, além de ter apresentado “Verde Natal” em diversas cidades de Portugal no ano 2000.

Durante sua trajetória de 15 anos, a Cia Drástica realizou cinco espetáculos, intervenções e cenas curtas. São três espetáculos infantis: Brincadeiras de Quintal (1995), Verde Natal (2000) e Cocorico-Sol! Férias na Fazenda (2008), este vencedor de 06 prêmios em 2009, dentre os quais melhor texto (Glicério Rosário) e melhor direção (Iolene de Stéfano e Carloman Bonfim). E dois espetáculos para o público adulto: Corações Partidos ou Amor em Pedaçõs (2005) e Dama da Noite (2007), elogiado pela crítica especializada e pelo público.

Em 2011, a Cia iniciou um novo processo de construção cênica tendo como base elementos da dança contemporânea e princípios da Mímica Corporal Dramática de Etienne Decroux e contos de Caio Fernando Abreu. O objetivo é colocar o ator no centro de toda criação, elaborar um treinamento físico que possibilite a este ator alcançar um corpo dotado de uma presença viva e criar uma textura dramatúrgica com elementos de vários materiais (cartas, poesias, lembranças dos atores, etc).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Oficinas da Cia. em Dionísio e São José do Goiabal

Oficina de Teatro em Marliéria

Dama da Noite